Principais rotas dos vinhos em Mendoza

Malbec. Para bom degustador de vinho, meia taça basta. E é com este sabor que o artigo de hoje será dedicado a uma importante região vinícola da América Latina: Mendoza – a província argentina conhecida como a Terra do Sol e do bom vinho. A seguir, você conhecerá as principais rotas dos vinhos em Mendoza e suas respectivas vinícolas (bodegas).
Principais uvas cultivadas em Mendoza
Estima-se que cerca de 80% da produção de vinhos argentinos sejam oriundos da região de Mendoza, onde predominam as seguintes uvas: Merlot, Malbec e Cabernet Sauvignon (tintas); Viogner, Torrontés, Sauvignon Blanc e Chardonnay (brancas).

Feche agora seu pacote para Mendonza por preços exclusivos para Amantes de vinhos!

Viaje para mendonza

1- Rota do vinho de Maipu em Mendoza:
Os vinhedos argentinos estão localizados entre 650 e 1.050 metros acima do nível do mar, porém Maipu se encontra entre 600 e 760 metros que permite oferecer vinhos mais aromáticos e intensos.
Maipu é famosa pela excelente produção de vinhos tintos jovens e brancos frutados. As vinícolas que mais se destacam nessa região são: Família Zuccardi, La Rural e Trapiche.

Família Zuccardi: Como o nome indica é uma empresa familiar que produz bons vinhos intermediários jovens e de alta gama. Curiosamente, os seus vinhos são conhecidos pelas letras que se referem a séries e linhas: “A” de Argentina, “Q” de qualidade e “Z” de Zeta como também de Zuccardi.
La Rural: Há uma variedade de cultivo de uvas como, por exemplo, Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot e Chardonnay. O destaque maior é para a produção do Rutini que é um dos vinhos mais famosos do país.

Trapiche: Reconhecida pelos seus bons vinhos equilibrados e harmônicos devido a excelente concentração de uvas. Servem de exemplo, os vinhos Broquel Petit Verdot 2011 (que apresenta taninos firmes e aveludados, aliado a ótima acidez) e o Terroir Finca Jorge Mirales 2009 (que apresenta taninos mais rústicos e acidez equilibrada).

Você pode gostar também : Rota do vinho nos vales chilenos

2- Rota do vinho de Luján de Cuyo em Mendoza
A região é famosa pela produção dos Malbecs e seus vinhedos ficam em uma altitude entre 800 e 1.200 metros, e por isso oferece bons vinhos suaves e sedosos. As uvas tintas que são frequentemente utilizadas são: Malbec, Merlot, Cabernet, Syrah e Pinot Noir. Já as brancas prevalecem a Sauvignon, Semillon, Riesling e Chardonnay. Veja a seguir as principais vinícolas da região:
Bodegas Chandon: Destaca-se pela produção de espumantes elegantes e sofisticados, cujos destaques são: o Brut Nature (que possui boa complexidade aromática) e o Brut Nature Rosé (que combina perfeitamente os aromas de frutas vermelhas e torradas).
Catena Zapata: Conhecido pelos premiados vinhos que já dizem por si só como é o caso do Catena Alta Malbec (de elegância e complexidade única). Claro que não se pode deixar de fora o Zapata Estiba Reservada que é um clássico da bodega.

3- Rota do vinho Valle de Uco em Mendoza
Valorosa região que cultiva suas uvas em terrenos que ficam até 1.500 metros de altitude, cuja qualidade é literalmente superior. As uvas que se destacam são: Malbec, Bonarda e Barbera (tintas) e Semillon (branca). As bodegas que se destacam são as seguintes:
Andeluna: Possuem toque salgado e nota calcária, além de serem aromáticos e estruturados. Destaque para o Andeluna Altitud Reserve Malbec que é bastante intenso.

Bodega La Azul: Elabora cuidadosamente seus vinhos tintos com indiscutível qualidade. Destaque para o seu Malbec que apresenta taninos macios e um final longo.

Compre vinhos maravilhosos de Mendonza  por preço especial!

banner 2

Leia também: 7 dicas para começar a ser um excelente apreciador de vinhos

curiosidades sobre o vinho 1

Experimente este vinho argentino Finca Flichman Roble Cabernet Sauvignon 2015

vinho argentino Finca Flichman Roble Cabernet Sauvignon 2015
O que você achou desse saboroso tour pela Argentina? Quer saber mais sobre os melhores vinhos de Mendoza? Cadastre gratuitamente o seu email para receber nossas dicas e promoções. Até o próximo artigo!

 

Autor: admin

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *